Dia do Colono e Motorista, entrevistas especiais para comemorar esta data
23/07/2019 - 9:39

E na próxima quinta-feira (25) comemoramos o dia do colono e motorista!

A 91 Fm resolveu mostrar um pouco sobre a rotina e a vida que os nossos amigos caminhoneiros enfrentam por esse Brasil.

Conversamos com dois profissionais e eles prontamente atenderam nosso pedido e nos contaram como são os dias na estrada.

O Mandioca, que na verdade se chama Evandro Roque Cagnini, ganhou esse apelido pois vendia mandioquinha quando era pequeno, ele é solteiro, sem filhos e trabalha na atividade desde 1989, são 30 anos de profissão.

Ele nos disse que os caminhoneiros aqui da região ficam fora de casa aproximadamente 45 dias, mas que ele já ficou ate 6 meses fora, referiu que as amizades construídas na estrada facilitam o acesso às cargas.

Sua família é de Anápolis, mas morava com a avó em Cacique Doble.

Escolheu a profissão por gostar de caminhão, o avô, o pai e dois irmãos, todos caminhoneiros, pois a paixão vem de berço.

Mandioca referiu que hoje, são poucos lugares seguros para ficar, está complicado o dia a dia na estrada.

Sobre a lei do descanso referiu que deveria ter sido implantada muito antes.

Um dos maiores sofrimentos é perder amigos de estrada, pois todos sabem que saem, mas não sabem se voltarão.

Evandro, o Mandioca, ainda falou sobre vários assuntos que estão inseridos na vida dos caminhoneiros.

Como mensagem, nosso amigo disse que é necessário gostar do que se faz, que o setor de caminhão é forte na região, e que pra quem tem vontade há tempo.

 

Também em alusão a essa comemoração, tivemos a satisfação de conversar com o Edimo Tonello, que na verdade é o Sete Meis, ele nos contou que possui este apelido, por que os companheiros sempre o acharam muito ansioso, ele é casado com a Hilda Tonello, tem um filho, o André, com 22 anos que trabalha na mesma atividade, e é caminhoneiro desde 1983, 36 anos de estrada, mora em São José do Ouro.

O Sete Meis veio de família de caminhoneiros.

Disse que antigamente era mais seguro, hoje existe estrada melhor, caminhões melhores.

Já foi assaltado e o maior medo naquele momento era deixar a família, ele referiu que assaltos, onde as vítimas são os colegas de profissão, são muito frequentes.

Apoia a lei do descanso, pois em sua visão todo mundo ficou mais consciente.

A pior parte é não estar presente nos momentos especiais, datas comemorativas longe de casa.

Por fim disse que a profissão é digna, que caminhão é paixão, é liberdade, é uma ótima profissão.

Como mensagem, o Edimo disse que a profissão vale a pena. Para o filho, disse que está no caminho certo.

Parabéns amigos motoristas/caminhoneiros, obrigada por todo o trabalho e dedicação, que Deus esteja sempre de carona com vocês!!!

WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.34.49 (1) WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.34.49 (2) WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.34.49 (3) WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.34.49 (4) WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.34.49 WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.35.46 WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.37.32 WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.57.00 (1) WhatsApp Image 2019-07-20 at 08.57.00 WhatsApp Image 2019-07-23 at 08.35.37 WhatsApp Image 2019-07-23 at 08.42.03 WhatsApp Image 2019-07-23 at 08.52.26

Mais Notícias
Ministério da Saúde afirma que está em alerta inicial para coronavírus e descarta 5 casos suspeitos
23/01/2020 - 12:53
Caso de agressão física contra funcionária é registrado no Hospital de Sananduva
22/01/2020 - 10:51
Iniciadas as obras de asfaltamento em Cacique Doble
21/01/2020 - 9:44
Sisu tem inscrições abertas com prazo estendido
21/01/2020 - 9:29
Projeto determina que mulher seja informada pessoalmente quando agressor for solto
20/01/2020 - 13:12